3º Dia – Nossa família: vive por Cristo, em Cristo e com Cristo

8 de julho de 2016

Rezemos pelo Congresso A Beleza da Vocação Matrimonial:

familiaOração Inicial:

Dá-me ó Deus,
Um coração filial para crer,
Um coração maternal para amar,
Um coração viril para agir.
Dá-me, para a atitude filial na fé: tempo e paz;
Para a atitude maternal no amor: pureza e alma;
Para a atitude viril no agir: humildade e confiança.

Ensina-me a verdadeira magnanimidade.
Ensina-me a servir, como tu o mereces;
Dar, sem contar;
Lutar sem olhar as feridas;
Trabalhar sem procurar descanso;
Entregar-me sem esperar retribuição.
A mim será suficiente a alegria de saber ter cumprido a tua santa vontade.

Ó Deus, eu me entrego totalmente, Criador e Senhor, Pai cheio de amor e bondade, sabedoria e onipotência.
Cumpre tua vontade em mim e por mim. Que eu seja teu instrumento, disposto, humilde e, se quiseres, cego. Amém.
(Dr. Fritz Kühr)

Leitura: Amoris Laetitia 59

“O nosso ensinamento sobre o matrimônio e a família não pode deixar de se inspirar e transfigurar à luz deste anúncio de amor e ternura, se não quiser tornar-se mera defesa duma doutrina fria e sem vida. Com efeito, o próprio mistério da família cristã só se pode compreender plenamente à luz do amor infinito do Pai, que se manifestou em Cristo entregue até ao fim e vivo entre nós. Por isso, quero contemplar Cristo vivo que está presente em tantas histórias de amor e invocar o fogo do Espírito sobre todas as famílias do mundo”.

Reflexão:

“O matrimônio é o espaço onde permanentemente Cristo revela a sua encarnação. Sob esta luz, a geração dos filhos, a fidelidade mútua e a educação dos filhos recebem um sentido novo” (Pe. José Kentenich, Pedagogia Mariana do Matrimônio).

Tenho consciência que sou um transparente do amor de Deus para meu cônjuge? Para meus filhos? Deus quer se fazer presente e me presentear na pessoa de meu cônjuge e meus filhos.

Oração final:

Sagrada Família de Nazaré,
que nunca mais haja nas famílias
episódios de violência, de fechamento e divisão;
e quem tiver sido ferido ou escandalizado
seja rapidamente consolado e curado
(Trecho da oração final de Amoris Laetitia)